Rio Capital e Correios lançam eBook O Meu Rio e exposição virtual de selos comemorativos de paisagens cariocas

Imagem aérea do Aterro do Flamengo ilustra a capa do primeiro eBook do RCMA. Foto: Alexandre Macieira/Riotur

O Rio de Janeiro ganha dois presentes neste sábado: uma exposição virtual e um e-book. Em continuidade ao lançamento do bloco selos especiais Série América: Arquitetura, os Correios e o Rio Capital Mundial da Arquitetura lançam O Meu Rio: depoimentos e selos postais sobre a Cidade Maravilhosa. Um projeto que engloba uma exposição virtual filatélica com a história da cidade em selos e um e-book com depoimentos de personalidades sobre seus lugares preferidos.

A exposição virtual, disponível no Blog da Filatelia, fala sobre a história da arquitetura do Rio de Janeiro através de selos postais. Esse tour começa pelo Cristo Redentor, um dos símbolos mais icônicos da cidade e do Brasil, passando pelo Pão de Açúcar, com a representação de selos antigos como a Série Madrugada Republicana (1894). Continua com um passeio pela Orla de Copacabana, em seu calçadão de pedras portuguesas, indo até o Maracanã, um dos estádios mais famosos do mundo e cenário de tantos jogos e também dos Jogos Olímpicos em 2016. Passando também pelo Jardim Botânico, Parque Nacional da Tijuca, Paço Imperial e Pedra da Gávea, com um acervo detalhado de selos memoráveis.

– O Rio se destaca por ter representação de cinco séculos de arquitetura e eminência histórica desde os tempos coloniais, qualificando a cidade como destaque para emissão postal -, destaca a arquiteta e urbanista Valéria Hazan, diretora-executiva do Rio Capital.

O eBook, produzido pelo Rio Capital, o primeiro de uma série de seis livros virtuais, já está disponível no link abaixo, traz histórias da ligação afetiva de arquitetos e personalidades com a Cidade do Rio de Janeiro, além de pontos e recantos que marcaram sua vida.

EBOOK O MEU RIO

 

 

O Rio é a segunda casa de muitos que buscaram ali uma nova forma de viver e se realizar, é palco de espetáculos de dimensões exorbitantes que consolidaram nos mais diversos lugares: Parque Olímpico, Maracanã, Cidade das Artes, Teatro Municipal. E é nele que também se encontra a beleza e a simplicidade das paisagens naturais: Lagoa Rodrigo de Freitas, Floresta da Tijuca.

Uma cidade que remonta mais de 5 séculos de história em que a arquitetura acompanha a sua evolução e modernização. Não perca essa oportunidade e conheça a história em selos e depoimentos de personalidades em seus lugares preferidos da Cidade Maravilhosa.

O Meu Rio – eBook, exposição virtual e também com o bloco da Série América UPAEP: Arquitetura à venda na loja virtual dos Correios.

Parceria entre RCMA e Correios enaltece o título inédito de Rio Capital Mundial da Arquitetura

A Cidade do Rio de Janeiro recebeu da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e da União Internacional dos Arquitetos (UIA) o título de Capital Mundial da Arquitetura, concedido pela primeira vez a uma cidade que será sede do Congresso Mundial de Arquitetos – UIA 2021 Rio, que ocorrerá entre os dias 18 a 22 de julho de 2021.

O título confere à Cidade Maravilhosa, além do reconhecimento, o compromisso com o seu passado, representado pelo rico patrimônio histórico; o seu presente representado pelos desafios de um período marcado pela crise sanitária mundial causada pelo novo coronavírus; e o seu futuro, que vem sendo planejado em alinhamento à agenda urbana da Organização das Nações Unidas – ONU – para 2030, através do Plano de Desenvolvimento Sustentável.
Visando a celebração da titulação como Capital Mundial da Arquitetura UNESCO.UIA, foi prevista uma programação de múltiplos eventos culturais com o engajamento da sociedade civil.

 

 

Esta programação, organizada através de um chamamento público de projetos culturais chancelou mais de 250 projetos, na forma de exposições, lançamentos de livros, seminários, palestras, shows, que tem como principais temas a arquitetura e o urbanismo das cidades do Brasil e do mundo. Muitos ocorreram de forma virtual, outros foram adiados em função da pandemia.

A iniciativa dos Correios de homenagear a arquitetura brasileira, através dos selos comemorativos da SÉRIE AMÉRICA – UPAEP: ARQUITETURA é muito bem-vinda neste momento em que se comemora este título inédito. Este bloco entrou em circulação em 08 de novembro de 2020, dia Mundial do Urbanismo, e possui quatro selos focalizando a área portuária do Rio de Janeiro. A emissão retrata locais ainda não enaltecidos da Cidade Maravilhosa pela filatelia brasileira. As fotografias utilizadas nos selos foram disponibilizadas pela RIOTUR – Empresa de Turismo do Município do Rio de Janeiro, também parceira neste projeto.

Esta exposição virtual tem o intuito de levar o visitante a conhecer os principais monumentos cariocas retratados em selos postais. Além disso, quer divulgar o e-book O Meu Rio, lançado pelo Comitê Organizador Rio 2020 Capital Mundial da Arquitetura UNESCO.UIA e disponível no site https://capitalmundialdaarquitetura.rio/.
O livro traz os depoimentos de arquitetos e de celebridades acerca de seus locais preferidos da cidade, utilizados como base para a construção da exposição.

Valeria Magiano Hazan
Arquiteta e Urbanista
Diretora Executiva do Comitê Organizador Rio Capital Mundial da Arquitetura UNESCO.UIA.

Saiba mais sobre os selos postais lançados hoje

Cristo Redentor

Um dos símbolos mais icônicos do Rio de Janeiro e do Brasil e parte da memória afetiva da cidade, o monumento ao Cristo Redentor foi focalizado diversas vezes em selos postais. Suas representações remontam desde datas tão antigas quanto 1934, quanto a cidade ainda era capital federal, por ocasião da visita do Cardeal Pacelli ao país, futuro Papa Pio XII.

Mesmo após perder o título do capital em 1960, o Rio de Janeiro e o Cristo Redentor continuaram a representar o sentimento de brasilidade construído anos antes. Isso pode ser percebido um selo mais recente, de 2010, onde o monumento aparece na Série Relações Diplomáticas Brasil-Síria, para marcar a história e o turismo brasileiro.

Pão de Açúcar

Outro símbolo famoso na cidade ao redor do mundo, lembrado por sua beleza única de encontro do mar e da montanha. Como no caso anterior, encontramos sua representação em selos bastante antigos, a exemplo do selo de 1894, da Série Madrugada Republicana. Outro destaque é o selo de 1935 emitido por ocasião do IV Congresso Pan-Americano de Arquitetos. Este ícone da natureza também foi utilizado para representar o Brasil em selo recente da Série Relações Diplomáticas: Brasil-Suíça.

Orla de Copacabana

O padrão típico do calçadão de Copacabana foi reproduzido diversas vezes em selos postais, em sua maioria em conjunto com outros ícones cariocas. O local estimula o convívio social e o sentimento de comunidade dentre os habitantes da cidade.

Maracanã

Um dos estádios mais famosos do mundo, presente na memória dos moradores do Rio como local de grande energia e espaço de convivência, o Maracanã possui registro em selo postal desde o ano de sua inauguração e da Copa do Mundo no Rio de Janeiro, em 1935. Recentemente, foi novamente focalizado por conta das Olimpíadas em 2016.

Jardim Botânico

Essa instituição bicentenária foi celebrada em selos postais especialmente devido seus aniversários. Em um primeiro caso, o selo de 1958 marca seus 150 anos e, mais recentemente, um de 2008 comemora os 200 anos. Sua importância é inegável, como local histórico e de salvaguarda da flora brasileira e como espaço de beleza natural.

Parque Nacional da Tijuca

O Parque Nacional da Tijuca foi rememorado em um belo Bloco de dois selos no ano de 2011, para divulgar o Ano Internacional das Florestas. O fato de ser um espaço florestal protegido em uma grande cidade é um privilégio.

Paço Imperial

O paço imperial, hoje Centro Cultural do IPHAN, possui motivo interessante para ter sido focalizado em diversas emissões. O Paço foi a primeira sede oficial dos Correios no Rio de Janeiro, após a reforma administrativa de 1798. Por isso, foi retratado em selo postal em datas importantes para a instituição postal brasileira, como o dia do selo e os aniversários de 330 e 350 anos dos Correios.

Pedra da Gávea

Este selo postal focalizando a Pedra da Gávea foi lançado em 1935, por ocasião do Dia das Crianças. Segundo informações do Catálogo de Selos do Brasil (RHM), o desenho foi escolhido em concurso especial para a data, sendo o ganhador Vitor José de Lima, aluno do Ginásio São Bento. De maneira similar ao que ocorre com os residentes do Rio no presente, o desenho do selo expressa a memória afetiva de uma criança dos anos 1930 por esta paisagem.

  • Texto e seleção de imagens: Mayra Guapindaia e assessoria de imprensa do RCMA
Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin