Programação do I Fórum Cidade, Favela e Patrimônio começa quinta-feira com Encontro virtual de GTs

Through virtual meetings, Márcia Souza (top left), Renata Santos (top right) and Alini Rangel adapted the schedule and will hold the 1st WG Meeting this week. The event is the first stage for the 1st City Forum, Favela and Heritage, scheduled for September

Começa na quinta-feira (16/04), às 18h30, o I Encontro de Grupos de Trabalho (GTs), uma das etapas para o I Fórum Cidade, Favela e Patrimônio, que integra o calendário do Rio Capital Mundial da Arquitetura. O objetivo é identificar caminhos e fortalecer iniciativas para a construção coletiva de novos entendimentos sobre a favela, seu patrimônio e o desenvolvimento urbano sustentável. Com o distanciamento social recomendado devido à pandemia do novo coronavírus, a agenda foi alterada e o evento, adaptado. E agora, segue com força total.


– Diante do que já é considerada uma das piores crises que o mundo já enfrentou, eu, a Alini Rangel e a Márcia Souza, que desenvolvemos o programa, tivemos uma certeza: apesar de todas as dificuldades e por conta delas, o momento não era de recuar, mas de continuar. Tomada a decisão de manter a realização do Fórum em setembro, era preciso, portanto, reorganizar os GTs. A solução veio através da tecnologia -, explica a historiadora Renata Santos, uma das idealizadoras do trabalho.

Com reuniões virtuais, Márcia Souza (alto à esq.), Renata Santos (alto à dir.) e Alini Rangel adaptaram a programação e farão o I Encontro de GTs esta semana. Trabalho é a primeira etapa para o I Fórum Cidade, Favela e Patrimônio, previsto para setembro



O primeiro GT do projeto, que resultou da parceria entre a Contemporânea (agência de pesquisa e desenvolvimento social) e o Museu de Favela (MUF), será realizado via plataforma Zoom. Após a apresentação dos grupos, o link de cada um deles será divulgado para os interessados participarem. São divididos em quatro temas: memória e cultura; diversidade e mistura; desenvolvimento urbano sustentável; e políticas públicas.

Após o trabalho do dia 16 de abril serão traçados novos planos para a elaboração de propostas a serem apresentadas no Fórum Cidade, Favela e Patrimônio, previsto para setembro. A expectativa é que durante três dias, painéis, conferências e apresentações culturais resultem em propostas e deliberações coletivas, visando a articulação de políticas públicas efetivas e inclusivas.

O encontro será aberto a todos os interessados em refletir sobre a relação entre a cidade e a favela pelo viés do patrimônio. Renata Santos acredita que, com a pandemia, o I Fórum Cidade, Favela e Patrimônio ganhou uma nova dimensão, uma emergência:

-Apesar do coronavírus não fazer distinção entre classes sociais, a falta de infraestrutura enfrentada pelas comunidades e periferias da cidade torna esses lugares mais suscetíveis aos efeitos da pandemia. Apesar das atenções naturais recaírem sobre a saúde e a economia, não é possível descuidar dos impactos sociais e culturais dessa crise. A solução, ainda incerta, passa pela união de todos -, explica.

Alini Rangel, diretora-presidente do MUF, reforça o comentário de Renata. Para ela, a pandemia aumentou a responsabilidade do fórum:

– Não é possível repensar a cidade com exclusão. Tratamos da unificação.

Serviço:
1º Encontro virtual de GTs
Edição especial via Zoom
Data: 16/04
Horário: 18h30
Acesse: https://zoom.us/j/731739254?pwd=OXRUZ3hsNnV6WWtIRm04YWRibl FwQT09 Meeting ID: 731 739 254 Password: 003782.

Rio Capital Mundial da Arquitetura

O Rio de Janeiro é a primeira Capital Mundial da Arquitetura, título inédito conquistado pela Prefeitura do Rio e pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e pela União Internacional de Arquitetos (UIA). Ao longo de todo o ano de 2020, a cidade sediará uma série de eventos, entre eles o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, exposições e concursos públicos, adiado para 18 a 22 de julho de 2021, devido ao surto de coronavírus no mundo. Além de mostrar para o mundo a riqueza arquitetônica do Rio, esta titulação é também uma oportunidade de reflexão sobre o futuro, de planejar o que se quer para as cidades de todo o mundo.

UIA 2021 Rio

Com o tema “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21” e expectativa de público de 20 mil profissionais da área, o 27º Congresso Mundial de Arquitetos vai transformar o Rio no epicentro do debate sobre o futuro das cidades do mundo. Promovido pela União Internacional de Arquitetos (UIA) e com a organização do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), o evento convida especialistas e entusiastas de cidades mais dinâmicas, justas e sustentáveis a debater soluções inicialmente entre os dias 19 e 23 de julho de 2020 (devido à pandemia de Coronavírus no mundo, a data foi adiada para 18 a 22 de julho de 2021). O Congresso conta ainda com eventos preparatórios e paralelos, como exposições, seminários e workshops, que acontecem por todo o país.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin