Entrevista com Peter Exley: “A melhor arquitetura oferece senso de lugar e dignidade para os cidadãos que mais precisam”

O Rio Capital Mundial da Arquitetura Unesco UIA apresenta hoje entrevista com Peter Exley, cofundador da Architecture is Fun, empresa de arquitetura e design com sede em Chicago (EUA). Esta é a segunda da série especial MINHA CIDADE, em que contamos com a parceria da União Internacional de Arquitetos-UIA, que entrevistou proeminentes arquitetos sobre sua relação com cidades que marcaram suas vidas e que sediaram o Congresso Mundial de Arquitetos anteriormente. Conheça um pouco sobre Chicago, que sediou o 18º Congresso Mundial de Arquitetos em 1993, pelo olhar de Peter Exley. Boa leitura.

Cheguei a Chicago no final do verão de 1985 para assumir um cargo de um ano na Skidmore, Owings & Merrill antes de retornar à pós-graduação. No meu primeiro dia, eu me encontrei na entrada do edifício Carson Pirie Scott de Louis Sullivan, que adornava meu exemplar de estudante de História da Arquitetura de Henry Russell Hitchcock. Passei o segundo dia em uma peregrinação ao Oak Park para caminhar à sombra de Frank Lloyd Wright. O terceiro dia gastei pensando que um ano não seria longo o suficiente, e passei os trinta e cinco anos subsequentes em Chicago seguindo os passos dos arquitetos que solidificam a reputação da cidade como o epicentro da arquitetura moderna.

O legado de Chicago como a primeira cidade da arquitetura remonta ao Grande Incêndio de 1871. Esse momento coincidiu lindamente com o surgimento de tecnologias que possibilitaram o arranha-céus. Cento e cinquenta anos depois, pratico, ensino e sirvo em uma comunidade de design que mantém seu manto de líder em tecnologia, incubando arquitetos que lideram empresas de todos os tamanhos, cujo trabalho é respeitado em todos os bairros e cuja reputação de inovação ressonam em todo o mundo. É um privilégio e uma honra ser arquiteto nesta cidade.

 

Minha casa. Arquiteto desconhecido. 1893. Foto cedida pelo entrevistado.

Eu moro e trabalho no bairro de Old Town, no lado sul da Avenida Norte (North Avenue), o presente mais ao norte do incêndio em Chicago, no início do Lincoln Park. Meu prédio de quatro andares data de 1893 e não tem nada de notável entre o estoque de edifícios comerciais e residenciais da época. Da minha torre de canto, vejo a Sears Tower ao sul, amanheceres e entardeceres fabulosos a leste e oeste, e o famoso clube de comédia Second City ao norte. Bill Murray supostamente era um residente anterior.

 

Schlesinger & Mayer/Carson Pirie Scott. Adler e Sullivan. 1899-1904. Foto cedida pelo entrevistado.

Na esquina da State Store com a Avenida Madison, no coração do Loop, esta loja de departamentos fica no ápice do sistema de numeração de ruas de Chicago – literalmente em 0,0. Hoje, a base comercial é complementada pelo escritório do Gensler ( escritório de arquitetura) em Chicago, uma variedade de locatários de serviços corporativos e municipais, e pela Escola e Instituto de Arte de Chicago (School Of The Art Institute Of Chicago), onde os alunos de arquitetura se sentam devidamente ao lado da loggia do décimo segundo andar do edifício desenhado por Sullivan (Louis Sullivan foi o arquiteto do Edifício Charnley House, localizado na Rua North Astor. É um lugar significativo para começar o treinamento em arquitetura.

 

Centro Estudantil McCormick (McCormick Student Center). OMA. 2003. Foto cedida pelo entrevistado.

 

Este edifício, Rem Koolhaas, fica curiosamente logo abaixo dos trilhos do trem El, no coração do campus do IIT, projetado por Mies van der Rohe. Em contraste com o campus retilíneo, de aço e tijolo, o centro estudantil é uma celebração da policromia, espaços públicos de intersecção, encontros casuais e serviços estudantis. É o edifício mais espirituoso e dinâmico da cidade – é curiosamente na casa ao lado dos rigorosos vizinhos Mies, e até consegue silenciar os trens CTA que rugem e perturbam.

 

Fundação de Poesia (Poetry Foundation). John Ronan Architects. 2011. Foto cedida pelo entrevistado.

Se o Centro Estudantil McCormick Student (McCormick Student Center) é o prédio mais espirituoso de Chicago, os espaços públicos internos e externos do Centro de Poesia (Poetry Center) são os mais serenos. A meu ver, este edifício é convidativo, acessível e é literalmente um poema que leva os visitantes linha por linha por meio de uma série de experiências espaciais calibradas, rítmicas. É um dos lugares mais elegantes de Chicago.

 

SOS Aldeia de Crianças Centro Comunitário Lavezzorio. Studio Gang Architects. 2009. Foto cedida pelo entrevistado.

A melhor arquitetura oferece um senso de lugar e dignidade para os cidadãos que mais precisam. Este centro resume uma instância em que a conversa criativa entre comunidade, arquiteto, patrono e construtor traz beleza, função e coração para um bairro e seus filhos. Ele incorpora as ambições de cada edifício criado para o bem público.

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin