Urban Sketchers aceita novo desafio: fazer arte de casa

Confinados em suas casas, devido à pandemia de coronavírus, os participantes do Urban Sketchers (USK) Rio aceitaram o desafio de desenhar, de seus lares, o mundo que os cerca atualmente. A proposta foi de uma das integrantes mais assíduas, a arquiteta Cecília Castello Branco, e os desenhos foram feitos a partir de temas postados por ela no Facebook do grupo. Os encontros originais para desenhos de locação em pontos interessantes do Rio de Janeiro integram o calendário  do Rio Capital Mundial da Arquitetura. Mas a proposta e a paisagem estão diferente por um tempo.

O resultado da mudança é uma explosão de criatividade. Da ponta do lápis dos desenhistas que faziam seus traços de paisagens e cenas do Rio, surgem sua visão de recantos do ambiente doméstico e formas do cotidiano de cada um: cantinhos de leitura ou relaxamento, banheiros, parente fazendo a higiene matinal, tomando banho ou se divertindo diante da TV,  a vista através da janela, como fez Cristina Laureano (desenho no alto). Provas de que nada contém a criatividade e o talento.

Cecília Castello Branco lançou a ideia, aprimorada pelos colegas: temas em rede social

“A arte nos salva todos os dias”


Cecília teve a ideia após conversar com outros sketchers, que teriam um encontro no domingo (15/03) para desenhar. O evento foi desmarcado, para seguir as recomendações de isolamento social feitas pelas autoridades. Os sketchers perceberam entre si que estavam tristes com a situação.

– Sugeri fazermos um desafio de desenho coletivo. Pensei inicialmente numa lista com tema livre, com desenhos de flor, barco etc, mas um outro amigo sugeriu centrarmos o foco em casa. Achei fantástico, porque exprime nosso sentimento enclausurado. Então, a lista surgiu como uma inspiração coletiva, do nosso desejo de estar juntos no mesmo desafio, apesar de estarmos longe -, conta Cecília.

Francisco Leocádio deu um toque familiar ao seu desenho: cena do cotidiano

A partir da agenda proposta, existem temas diários que os participantes são convidados a desenhar e postar, com as hashtags, além das próprias do USK Rio (#uskrio). Entre os pontos positivos destacados pela arquiteta, está o fato de eles poderem experimentar novas técnicas:

– É um desafio dentro de outro desafio. Estamos fazendo isso! A arte nos salva todos os dias. Agora, mais do que nunca! – conclui Cecília.

Desenho da artista plástica Rosângela Gayu reflete o momento atual: cuidara usa máscara ao alimentar sua mãe

Os traços da artista plástica Rosângela Gayu mostram bem a situação atual de pandemia de COVID-19: desenhou a mãe idosa e com problemas de saúde, sendo alimentada pela cuidadora usando máscara.

– Como artista plástica já estou um pouco habituada à solidão para criar, pois passo muito tempo no ateliê. Diferente de quem sai para trabalhar. Porém a interação do grupo está sendo uma experiência muito boa, comenta Rosângela. 


Antônio Augusto Marques fez recanto com detalhe da paisagem externa

Outros sketchers no mundo todo estão fazendo seus desenhos de casa, mas a criação de um tema diário é uma iniciativa do USK Rio. A ideia é que o grupo, ainda que sem encontros reais, se mantenha conectado pela paixão que os une: o desenho.



Encontros externos

Originalmente, a busca de diversidade de regiões e temas é uma das metas do grupo, para demonstrar a riqueza e diversidade da cidade. Assim, procura-se por marcos arquitetônicos consagrados, como o Museu de Arte Moderna, ou mesmo os que valorizem as belezas da paisagem natural do Rio, como as praias e os parques. 

Pelo manifesto do Urban Sketchers, os temas dos desenhos precisam ser contextualizados, para que revelem um pouco do cotidiano da cidade a partir dos traços dos desenhistas. Então, composições previamente arranjadas são proibidas, retratos posados também não valem.

O Parque da Cidade foi o local do primeiro encontro de 2020. O calendário festivo e religioso da cidade também não foi esquecido: o Dia de Iemanjá e o Dia de São Sebastião, padroeiro da capital fluminense, também foram temas do grupo este ano. O desfile das escolas de samba, uma tradição dos encontros do USK Rio, também inspirou os desenhos em fevereiro.


Veja a agenda de temas diários até o dia 31 de março:

16/03

#janeladecasaQ01

17/03

#mesadetrabalhoQ02

18/03

#cantopreferidoQ03

19/03

#plantadocoracaoQ04

20/03

#cantodoquartoQ05

21/03

#cozinhaQ06

22/03

#banheiroQ07

23/03

#meumaterialQ08

Dia 24/03/20

#autoretratoQ09

25/03

#minhamaoQ10

26/03

#meupeQ11

27/03

#meulivroQ12

28/03/20

#aguasempreQ13

29/03

#pratododiaQ14

30/03

#vassouraseafinsQ15

31/03

#euodeiocovid19Q16

Os resultados desses desafios podem ser conferidos nas redes sociais do Urban Sketchers Rio: https://www.facebook.com/groups/uskrio/@uskrio



Rio Capital Mundial da Arquitetura

O Rio de Janeiro é a primeira Capital Mundial da Arquitetura, título inédito conquistado pela Prefeitura do Rio e pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) e concedido pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) e pela União Internacional de Arquitetos (UIA). Ao longo de todo o ano de 2020, a cidade sediará uma série de eventos, entre eles o 27º Congresso Mundial de Arquitetos, exposições e concursos públicos (adiado para 18 a 22 de julho de 2021, devido ao surto de coronavírus no mundo). Além de mostrar para o mundo a riqueza arquitetônica do Rio, esta titulação é também uma oportunidade de reflexão sobre o futuro, de planejar o que se quer para as cidades de todo o mundo.

UIA 2020 Rio

Com o tema “Todos os mundos. Um só mundo. Arquitetura 21” e expectativa de público de 20 mil profissionais da área, o 27º Congresso Mundial de Arquitetos vai transformar o Rio no epicentro do debate sobre o futuro das cidades do mundo. Promovido pela União Internacional de Arquitetos (UIA) e com a organização do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB), o evento convida especialistas e entusiastas de cidades mais dinâmicas, justas e sustentáveis a debater soluções inicialmente entre os dias 19 e 23 de julho de 2020 (devido à pandemia de Coronavírus no mundo, a data foi adiada para 18 a 22 de julho de 2021). O Congresso conta ainda com eventos preparatórios e paralelos, como exposições, seminários e workshops, que acontecem por todo o país.

Notícias Recentes

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin